Cálcio, devo fazer uso diário para prevenir Osteoporose?

Atualmente existe uma preocupação por parte principalmente das mulheres em prevenir a Osteoporose (doença que resulta em complicações severas como fratura, e coloca em risco a vida dos pacientes).

A prevenção mais popular veiculada pela mídia, é a suplementação de cálcio, todavia, vários estudos alertam para os efeitos colaterais da ingestão de suplemento de cálcio (sintomas gastrointestinais severos, eventos cardiovasculares e aumento em 17% da chance do indivíduo apresentar calculo nos rins).

Novos estudos apontam para vitamina D3 como medida preventiva para Osteoporose, pois esta claramente reduz em 12% a chance de morte por câncer e aumenta a fixação do cálcio ao osso, sem efeitos colaterais.

O magnésio também é um grande aliado para absorção e fixação do cálcio ao osso, associado a suplementação de nutrientes como Vitamina K e C, boro, zinco e estrôncio, reposição hormonal apropriada, exercício físico e exposição a luz solar.

Pesquisadores da Nova Zelândia efetuaram uma revisão sistemática para examinar as evidências que sustentam a recomendação de aumento de ingestão de cálcio através de fontes alimentares ou suplementos para a prevenção de fraturas e a publicaram em British Medical Journal. Todos os estudos pesquisados foram randomizados ou de coorte, em indivíduos com idade acima de 50 anos.

 O resultado da revisão nas palavras dos pesquisadores: “não há evidências de que o aumento da ingestão de cálcio a partir de fontes dietéticas previna fraturas. A prova de que os suplementos de cálcio na prevenção de fraturas é fraca e inconsistente”.

Compartilhe este post.