Tratamento com enxerto autólogo da Medula Óssea

É um tratamento médico de alta tecnologia no qual utilizamos células obtidas da medula óssea do próprio paciente, na forma de enxerto, para tratar uma lesão  preexistente.

Trata-se de um método terapêutico eficaz, com evidência científica nível 1, ou seja, trabalhos científicos realizados por entidades sérias e sem interesse financeiro, demonstrando resultados satisfatórios acima de até 90%.

Apesar de na medula óssea serem encontradas as células-tronco Mesenquimais, que representam uma rara sub população das células-tronco (menos de 0,01%), precisamos deixar claro que este método não pode ser confundido com a terapia de células tronco.

O enxerto de medula óssea possui propriedades anti-inflamatórias, angiogênicas e imunomodulatórias, que podem aumentar o potencial de cicatrização tecidual.

Estudos demonstram que essas células possuem a capacidade de se diferenciar em várias linhagens celulares, incluindo células da cartilagem e de tendões. Devido a isso, as células tronco derivadas da medula óssea, tem sido objeto de várias pesquisas no campo da medicina, com resultados positivos e promissores, principalmente no tratamento das artroses,  lesões da cartilagem articular, osteonecroses, tendinites e tendinopatias, rupturas de tendões, músculos e ligamentos e das protrusões e hérnias discais.

O procedimento é totalmente seguro e sem riscos de agravamento da doença ou contaminação, pois todo material biológico é do próprio paciente.

A coleta do material biológico, é realizada sob condições rigorosas de assepsia e sob anestesia local, proporcionando ao paciente maior segurança, conforto e ausência de dor. Após a coleta, o material biológico é submetido a um rigoroso processo de centrifugação para serem separadas e concentradas.

A injeção do enxerto biológico no local da lesão, é realizado com auxílio de um equipamento de ultrassonografia, o que permite segurança e precisão no procedimento.

O tempo de melhora é variável para cada paciente, porém a média de tempo estimada é de até 7 meses. Precisamos esperar o que chamamos de efeito biológico.

Uma abordagem biológica autóloga, através de enxerto de medula óssea, visando diminuir os sintomas, melhorar a função e a qualidade de vida do paciente, modificando o curso natural da doença e retardando o seu progresso, parece ser uma excelente opção no tratamento coadjuvante das patologias acima descrito, que até então devido a baixa vascularização apresentam dificuldade para cicatrização.

Compartilhe este post.